Páginas

segunda-feira, 19 de março de 2012

Palestra - FALANDO DE AMOR



O Amor é o caminho mais curto para si mesmo e para o outro.

Sempre que o Amor entra numa tarefa que executamos, a qualidade do trabalho melhora e a sua quantidade aumenta, sem que haja fadiga.

E somente por meio do Amor é que encontramos a possibilidade real de nos tornarmos pessoas Efetivas e Felizes.

- Afinal, que sentimento é este que transforma  
  e fortalece o ser humano?  


A palestra "Falando de Amor" tem por objetivos:

- Projetar um pouco de LUZ sobre o tema que 
  mais gera 
  Dúvida, Controvérsia Incompreensão.
- Auxiliar a responder aos questionamentos
  pessoais sobre o Amor.


Programa:

ü  Abordagens sobre Amor:
·     Storgé - Amor / Afeição
·     Eros     - Amor / Homem - Mulher
·     Philos - Amor / Amizade - Fraternidade
·     Ágape - Amor / Comportamento

ü  Fatores que inibem o Amor
ü  Externando e manifestando o Amor?


Palestrante: Fernando Jorge Avelino
Atuou em empresas de médio e grande porte, em funções gerenciais e de liderança.
Há mais de 25 anos desenvolve atividades como Consultor Empresarial nas áreas de Vendas, Marketing e, principalmente como instrutor e palestrante em cursos e treinamentos de Negociação e Vendas, Marketing, Planejamento Estratégico, Capacitação e Desenvolvimento de Lideres, Oratória e Retórica.

Carga Horária total : 120 minutos
Público: sem restrições
Nº de Participantes: sem restrições

Palestras Abertas e IN COMPANY



Introdução

A primeira reação da maioria das pessoas quando converso sobre as minhas caminhadas é de espanto.
A frase que mais escuto:
“Isso é uma loucura!"
Mas depois de 5 minutos de conversa, onde explico os meus motivos, às respostas são quase sempre as mesmas: 
- Vc. é uma pessoa de sorte
- Como eu gostaria de poder fazer o mesmo,  mas não posso e....
- Não tenho tempo...
- Vou fazer a mesma coisa quando me aposentar
- Eu não consigo andar tanto...
- Eu não aguento.
E muitas outras justificativas.
Sempre respondo que é uma questão de decisão e prioridades.
Que todos nós podemos caminhar.
A Regra primeira de qualquer Reide (longa excursão a pé, a cavalo, bike, etc) é sempre respeitar as suas potencialidades e limitações.
E quando me respondem que um dia irão fazer uma caminhada longa, digo que não se preocupem, pois quando chegar o momento elas o farão.  
Existe uma frase que li (escrita em uma grande pedra), no Caminho de Santiago de Compostela/ Espanha, que realizei no ano 2000, que diz o seguinte:  
"VOCÊ NÃO FAZ O CAMINHO,
É O CAMINHO QUE FAZ VOCÊ". 
E lhes digo mais:
Um dos maiores impedimentos para realização de nossos sonhos e desejos é o de NÃO ACREDITARMOS EM NÓS MESMOS E EM NOSSAS CAPACIDADES E POTENCIALIDADES.
Outro fato que impedem muitos de buscarem os seus sonhos é a influência de pessoas pessimistas e derrotistas, que utilizam frases como:
- Isso é impossível e...
- Vc. nunca vai conseguir.....
- Vc. vai te estropiar todo....
- Isso é para gente que não tem o que fazer e .....
Entre os muitos ensinamentos do Cristo, tem um que se encaixa perfeitamente aqui:
Todo homem pode fazer o mesmo que eu e realizar os mesmos milagres, o que impede é a falta de FÉ. 
Por fim lhes digo que não penso em todo o trajeto, pois isso causaria desânimo. Todo dia ao acordar penso e visualizo apenas o trecho que terei de caminhar no dia. 

Os motivos que me levam a caminhar, são:
FÍSICO:
Depois do três e/ou quatro dias de caminhada, entre 10 e 12 horas por dia, todo sistema endócrino (Glândulas Pineal/Epífise; Pituitária/Hipófise; Tiróide; Timo; Supra Renais e Sexuais) começa a trabalhar mais e melhor.
Produzindo mais hormônios que melhoram todo o metabolismo e sistema imunológico e eliminam gorduras e principalmente toxinas.
No retorno muitas pessoas dizem que estou mais magro e com uma aparência mais jovem. O peso corporal geralmente se mantém estável. o que acontece é que eliminamos gordura e aumentamos a massa muscular.
Uma amiga, ao me ver depois que retornei da caminhada pela estrada Real (1100 km, e 34 dias), me disse que eu estava “um gatoso”, um gato idoso.

MENTAL E EMOCIONAL
Geralmente passamos por algumas fases que se sucedem durante a caminhada

Primeira fase;
A mente se encontra em estado de alerta, excitação e/ou tensão,
Para relaxar ouço música.
Em determinado momento a música começa a incomodar.
Desligo o rádio. Mas a mente continua inquieta.
Naturalmente e até inconscientemente começo a contar os passos, a ponto de saber quantos passos realizo por minuto e por hora e quantos são necessários para percorrer um km.
Neste momento a minha percepção do tempo muda: de hora para kilometros caminhados.
Esta fase pode durar de 2 a 3 dias.
Segunda fase;
A mente se aquieta um pouco e de repente entro na fase de ruminante.
Começo a me lembrar e trazer cenas vividas há um mês, um ano, 5 anos, 10 anos e até mais.
A maioria são cenas tristes, de desilusão, atritos, brigas, erros e fracassos.
Lembro-me do que falei, ouvi e como agi ou reagi.
E os sentimentos vivenciados na ocasião, vêm a tona muitas vezes com uma força maior que a experimentada no passado.
Inicialmente nos colocamos como vítimas, transferindo para a outra pessoa a culpa e a responsabilidade. Então aos poucos passamos a perceber as nossas faltas e erros e reconhecer que muitas das vezes somos os maiores responsáveis pelos desentendimentos, desencontros e atritos nos nossos relacionamentos.
Neste momento acontece uma coisa maravilhosa. Começo a ter um diálogo interno (mental) com a/ ou as pessoas.
E naturalmente peço PERDÃO E ME PERDOO, e uma sensação de PAZ, BEM ESTAR, LEVEZA e de LIBERDADE tomam conta do meu ser.
E o mais importante é que quando retorno da caminhada, me sinto forte o bastante, para procurar as pessoas e dizer as minhas conclusões pessoalmente.

ESPIRITUAL
Nesta fase acontece algo divino.
Começo sentir o vento no rosto. Ouvir e perceber os sons e o silêncio a minha volta.
Neste momento eu simplesmente paro e Agradeço a DEUS, pela oportunidade de estar vivo, caminhando, pelas dádivas e dons recebidos e pelo que sou. 
Hoje entendo um pouco o significado da palavra CAMINHAR e o porque dos primeiros cristãos se auto denominarem, "Os Homens do Caminho" e a frase de Jesus, O Cristo, que li em um livro apócrifo: “SEDE UM VIANDANTE”

REGRAS E DICAS PARA UMA BOA CAMINHADA. 
Preparação Mental.
Com as caminhadas acontece algo parecido com uma viagem desejada.
Uma ou duas semanas antes começamos a sonhar com o caminho. A expectativa aumenta, porém a ansiedade diminui com a proximidade do dia da partida. 
Preparação Física
Criar o hábito de caminhar pelo menos uma hora diariamente.
Importante:
Alongamento antes de iniciar e ao terminar de caminhar.
Durante a caminhada: alongar a cada 2 ou 3 horas. 
Acessórios
Calçado confortável (bota ou tênis apropriados para Trekking). Particularmente prefiro botas.
Conjunto de meias: um par de meias finas e um par de grossas. Assim evita-se a formação de bolhas e calos, pois o atrito acontece entre as meias.
Bermuda térmica (evita assadura e machucados pelo atrito das pernas)
Camiseta confortável
Proteção para cabeça, (Chapéu proporciona maior proteção que o boné)
Capa de Chuva
Material para higiene pessoal e protetor solar.
Mochila; peso, no máximo, de 10% do peso corporal. 
Cajado: ajuda no ritmo do caminhar, além de ajudar nas descidas e subidas como ponto de apoio.
Com a passar dos dias, o cajado passa a fazer do corpo, como se fosse um membro a mais. O meu cajado esta comigo há mais de 10 anos e já caminhamos quase 8000 km.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Caminhada - Santiago de Compostela - 2000

Caminho de Santiago de Compostela - Espanha

Inicio:      09/09/2000 - Sanctuaires  Notre-Dame de Lourdes 
                                     Toulouse /France
                13/09/2000 - Saint Jean Pier de Port / France  
                14/09/2000 - Ronci de Vallis / Espanha

Chegada: 11/10/2000 - Santiago de Compostela / Espanha

Percurso total: 1050 kms



Sigillum + Capituli + Beati + Jacobi + Compostela

Ecclesiae Compostellanae SANCTI JACOBI.
Dnum. Ferdinandum Georgium Avelino.
Datum Compostellae die 11 mensis Octobris anno Dni 2000.
Ass. Secretarius Capitularis 



Compostelana
(Diploma de conclusão do Caminho)


Frente da Basílica de Lourdes



Gruta Principal de Lourdes




Mausoléu de Bernadete





Marco do encontro dos três principais caminhos Franceses 



No alto dos Pirineus
divisa da França (Sant Jean Pier Port) com Espanha (Ronces Valle)





Jantar com peregrinos no albergue em Stella





Capela Restaurada do sec. XII 
Vilareja de Encomenda de Cizur Menor - Pamplona
Albergue á direita





Subida para o Morro dos Perdões



Fernando e Reyes (de Madrid)




Morro dos Perdões






Fernando, Frei Domingos e Vendedora de figos





Santo Domingo de La Calzada (La Rioja)







Quadros que representam a Ascensão e Queda do Clero 
Fromista




Hospital de Orbigo

Robert, americano de Maimi (havia sofrido um acidente dois anos antes,
onde perdeu uma filha e fraturou a coluna) estava fazendo o caminho de Bike.
Lucy, sueca e bailarina e que começou o caminho em Paris



Preparando o cajado



Tentando ensinar samba para Maya da Letônia



Jantar com os peregrinos em um restaurante



Villalcázar de Sirga - Palencia



Passagem do Sol sobre a coluna que representa a ascenção do homem
Ocorre apenas uma vez por ano no mês de setembro




GALÍCIA










Três peregrinas Lituânia
Sophie, Kristine e Kelly







Visão Noturna da Catedral de Santiago de Compostela





Relato em desenvolvimento                       

Caminhada - Caminho da Fé

Primeira Caminhada  - Credencial - Tambau/SP -TB.   270
- Tambaú a Aparecida do Norte-
   período: 26/12/2003 a 08/01/2004
   percurso - 425 kms

Segunda Caminhada  - Credencial - Tambau/SP - TB.  777
- Tambaú a Aparecida do Norte
   período: 26/12/2004 a 09/01/2005
   percurso - 425 kms

Terceira Caminhada  - Credencial - Tambau/SP - TB. 1457
- Tambaú a Aparecida do Norte
   período: 26/12/2005 a 07/01/2006
   percurso - 425 kms

Quarta Caminhada    - Credencial - Mococa/SP - MO. 105 
- Mococa a Aparecida do Norte
   período: 26/12/2006 a 07/01/2007
   percurso - 425 kms

Quinta Caminhada    - Credencial - São Carlos/SP - SC. 641 
- São Carlos a Aparecida do Norte
   período: 27/02/2012 a 12/03/2012
   percurso - 540 kms
- Aparecida - São Paulo
   12/03/2012 a 16/03/2012
   percurso - 160 kms
   Percurso Total - 700 kms

Sexta Caminhada  - Credencial - Andradas/MG - AN. 347
- Andradas/MG - Aparecida do Norte
   período: 29/06/2012 a 07/07/2012
   percurso - 288 kms

Sétima Caminhada    - Credencial - Cravinhos/SP  - CR. 420 
- Cravinhos a Aparecida do Norte
   período: 07/07/2013 a 23/07/2013
   percurso - 530 kms
- Aparecida - São Paulo
   período: 23/07/2013 a 27/07/2013
   percurso - 160 kms
   Percurso Total - 690 kms


Saída de Cravinhos/SP dia 07/07/13 as 05:00 hs.





Restaurante do Udison, O Baiano
Rod. Anhanguera, km 275 - São Simão



Canavial em broto



Igreja Matriz de São Simão



Sr. Luis e Dona Cida de São Simão



Saída de São Simão as 07:00 hs



 A caminho de Santa Rosa do Viterbo







Dára, dona Zezé, Nayara e João Henrique
da Estalagem Sobreira - Fazenda São José





Capelinha no caminho para Tambaú







Vista de Tambaú, na chegada a cidade



Erwin, peregrino de bike iniciou o caminho de em Franca



Dona Tereza, da pousada Eliana, em Tambaú
Conheceu o Padre Donizetti, e cuidava das roupas dele



Jose Luiz  (começou o caminho em Serrana onde mora) e dona Tereza



Monumento em homenagem ao Padre Donizetti



Igreja Matriz do Padre Donizetti



Encontro com a princesinha Emily no caminho para Casa Branca





Santuário Nossa Senhora do Desterro - Casa Branca. 



Estátua em homenagem ao Irmão Roberto



Dona Vera, que administra e que muito gentilmente recebe e acolhe os peregrinos



Chegada do José Luiz, no seminário



Fernando de Vargem Grande do Sul, que deu um testemunho de uma graça recebida, 
para o filho recém nascido por intermédio de Nossa Senhora Conceição Aparecida.



Haras perto de Vargem Grande do Sul







Sr. Francisco e dona Cidinha 
Pousada da Cidinha em Vargem Grande do Sul



Dona Cidinha, Rayan e Marcelo de Curitiba/PR



Capelinha no alto da serra no caminho para São Roque da Fartura



Dona Cida, da pousada Cachoeira, em São Roque da Fartura



Alto da serra a caminho de Águas da Prata









Águas da Prata vista do alto da serra







Ditinha, na pousada e sede administrativa do Caminho da Fé em Águas da Prata 



Arvore centenária no caminho para Andradas/MG


Bezerro Curioso!!!







Ponte de Pedra
na subida da serra rumo a Andradas 





Beleza solitária!!!



Andradas vista da serra, na chegada a cidade



Vitória Caldas, de Andradas. 
Grande companheira de caminhada.
Fizemos juntos a Sexta Caminhada em junho/2012.





Capela de São Francisco de Assis, no caminho da Serra dos Lima


Gruta a caminho da Serra dos Lima





Andradas vista da Serra dos Lima, na saída da Cidade







Casa Grande de Fazenda Centenária, na Serra dos Lima



Dona Natalina, da pousada na Serra dos Lima



Capelinha ao lado da pousada da dona Natalina



Barra vista do alto serra













Igreja de Barra



Sr João e o terreiro para secagem do café



Torrefação de café (artesanal) do sr. João



Primavera florida




Sr. Francisco, sitiante de Barra que cultiva café





Beleza solitária!!!







Gui, trilheiro que atolou a moto
Só consegui sair sendo puxado por outra moto de um morador de Barra




Encontro com peregrinos de bike







Vista de Crisólia




Painel na chegada de Ouro Fino/MG




Menino da Porteira




Igreja Matriz de Ouro Fino




Mina de Policena - Agua Potável 
Muitas pessoas, até de outras cidades, vão buscar água desta mina.
História e oração de Policena na placa





Policena
Escrava Mineira, nasceu em 1870
Segundo a crença, ela ajuda a encontrar objetos perdidos




Oratório de N.Sra. Aparecida no caminho para Inconfidentes




Dona Dalva e Maurão de Inconfidentes




Beija Flor no bar do Maurão




Canários da Terra




Sr. José, dona Maria e o netinho.











Vista de Borda da Mata







Seu Nardinho, esposa, filha e netos




Igreja Matriz de Borda da Mata




Bandinha em frente a Igreja Matriz












Imperdível!!!!




Seu Geraldo e dona Maria







Ponto de Apoio para Peregrino, 
no alto da serra no caminho para Tocos de Mogi




Visão do caminho percorrido até o ponto de apoio














Uma das muitas plantações de morangos da região




Embalando os morangos, logo após a colheita, na própria plantação




Igreja de São Francisco de Assis
Bairro Capinzal




Arildo (Rio de Janeiro), e Sandra da Pousada da Tonha em Tocos de Mogi




A caminho de Estiva




Coletor de leite dos sítios da região




Jennifer (escondidinha a minha esquerda), seu Afonso e Arildo




A caminho de Estiva














Marcus Vinicius e Ana Paula super gentis.
Farmácia Santa Rosa em Estiva



Serra do Caçador, a caminho de Consolação








Momento raro!  Voo de um Gavião





Capelinha na divisa de Estiva com Consolação






Encontro com peregrinos de bike, na pousada em Consolação



Imponência da Natureza!
Gavião solitário










Filha, Mãe e Neta tomando sol na porta de casa







Encontro com peregrino de bike



Capelinha no alto da serra no caminho para Paraisópolis



Jandira, gerente da pousada da Praça em Paraisópolis



Primeiro contato na saída de Paraisópolis



Capelinha no caminho para Luminosa



Capela de uma Instituição para Idosos



Pedra do Índio
(eu vi um monge de capuz!!)



Os Amigos Wagner Di Monaco e Yolanda Alegrette
e o filho Junior 
Artesãos de imagens sacras





Marilze, Olímpia e Mari



Parceria perfeita!
Passarinho comendo carrapatos do lombo do cavalo





Primeira visão de Luminosa (+/- 8 kms de distância)













Eu e dona Domingas em frente a primeira Igreja de Luminosa 



João e Felícia, da farmácia
Igreja Matriz de Luminosa




Seu Antonio e dona Inês, em frente a pousada



Oratório em frente a Pousada da dona Inês



Visão do vale de Luminosa



Despedida de Luminosa rumo a Campos do Jordão




Capelinha no alto da serra de Luminosa




Dona Inês, prima da dona Inês da pousada.
Produz e vende queijo Minas



Queijo Minas sendo curado 




Bezerrinho de alguns dias de vida




Oratório no caminho para Campista



Jennifer
Cavalos para aluguel da Cocheira Vale Encantado 




Pessoal do Supermercado Rosado
Campos do Jordão




Eu, Marilda e Edson do Refugio do Peregrino em Campos do Jordão



Saída dos Peregrinos da pousada em Campos
Marilze, Viviana, Gabriela, Rayam, Mari, Sergio,
Bianca (hospedeira), Marcelo, Ester, Eu, Olímpia e Arildo.




Inicio do Caminho pela Estrada das Pedrinhas



Ponto mais alto de Campos do Jordão (1900 metros de altitude)




Ao fundo, a cidade de Campos do Jordão 



Encontro com uma Romaria de Cavaleiros de Brasópolis





Cozinha da Pousada da Serra
Cida, Eu, Dona Sandra e a Michele




Visão do Vale do Paraíba




Primeira visão de Aparecida e Guaratingueta
(+/- 25 kms de distância)




Descida da Estrada das Pedrinhas










Romeiro solitário de São Paulo




Dois peregrinos de Uberlândia/MG (30 dias de caminhada)




Em frente a Basílica e do palco João Paulo II





Ana Lucia,  do quiosque "Ana Café"
Parada obrigatória desde a primeira caminhada  a Aparecida



Pousada Jovimar
Grupo de Romeiros a Cavalo do Espirito Santo




Inspetores da PRF
Andrey Paulo, Paulo Lucena, Borges e Newton Lemes





Sr. Souza e Sr. Francisco de Jacareí 
O Sr. Souza devoto de Nossa Senhora Aparecida, 
recebeu uma graça, e como agradecimento reformou e pintou a Imagem 
construída por uma arquiteta, e que fica no alto da colina em Aparecida.
Ainda este ano, junto com o filho, irá pintar o novo 
manto de Nossa Senhora na imagem.




Os Amigos Vitor e Bernardo
Galeto de Ouro (Via Dutra km 178)



Os Amigos Leila e Alexandre 
Chuletão do Chalé - Arujá (Via Dutra, km 195)



Ao lado da barraca.
Por segurança, o Alexandre, gentilmente permite que monte a barraca 
dentro do Restaurante, depois do expediente.



Certificado (atual) de conclusão do Caminho da Fé



                                     Certificado (antigo) de conclusão do Caminho da Fé



http://www.caminhodafe.com.br/